Jogo Responsável: um guia para combater e evitar o vício em apostas esportivas

O mercado das casas de apostas – online e físico – é uma forma de entretenimento segura e responsável para muitos apostadores. No entanto, há pessoas que desenvolvem a ludopatia, também chamada de vício em jogo. Ela é considerada uma doença grave pela Organização Mundial da Saúde (OMS), sendo comparada à adição ao álcool. Entretanto, muitos jogadores são capazes de escondê-la de seus entes queridos por um longo período de tempo, retardando ainda mais sua recuperação.

A boa notícia é que há uma solução para combater a ludopatia: o Jogo Responsável, uma prática que todas as casas de apostas regularizadas do Brasil promovem aos seus usuários. Sem o Jogo Responsável, as empresas de apostas não poderiam receber, virtualmente, apostadores de todos os locais do mundo.

Neste guia, você saberá tudo sobre o vício em jogo: causas, consequências e quais ferramentas você pode utilizar para combatê-lo da melhor forma possível.

Antes de começar, note que o acesso a casas de apostas esportivas online por brasileiros é proibido para menores de idade. Na verdade, o acesso por menores de idade é ilegal na grande maioria dos países do mundo.

O que é vício em jogo?

A ludopatia é uma desordem mental que transforma um apostador comum em um apostador compulsivo. Muitas pessoas caem nesse ciclo vicioso porque têm um enorme desejo de investir e lucrar com apostas esportivas, em vez de apenas se divertir, muitas vezes apostando além do que é possível e pré-determinado. Outros ficam irritados com a sensação que lhes acomete toda vez que perdem dinheiro, não importa o quão pouco. Considerando que a casa sempre tem uma vantagem sobre o apostador, as economias tendem a ser perdidas a curto, médio e longo prazo, se o apostador não controlar seus impulsos.

Muitos apostadores acreditam que não têm esse vício, independentemente do estágio em que se encontram – o que é um erro. Entretanto e infelizmente, como acontece com as drogas ilícitas e o álcool, torna-se impossível para muitos jogadores controlar a enorme vontade de apostar.

Quem pode sofrer com a Ludopatia?

Por alguma razão, muitos apostadores não enxergam que existe a possibilidade de sofrer do vício em apostas. Na realidade, essa é uma doença muito grave e que pode afetar qualquer pessoa que tenha o hábito de se aventurar em jogos de azar, incluindo as apostas esportivas. Esses apostadores podem ser jovens ou idosos, homens ou mulheres, ricos ou pobres, desempregados ou não. Ou seja: isso pode acometer qualquer indivíduo.

Talvez o grupo mais vulnerável seja o dos mais jovens, já que eles não têm sua capacidade cognitiva completamente formada para aprenderem a separar o dinheiro para apostas do dinheiro para deveres da vida em geral.

Esta é a principal razão pela qual é ilegal que casas de apostas esportivas online e físicas permitam o acesso um menor de idade. No Brasil, além dessa norma legal, as apostas esportivas são proibidas quando operadas localmente.

Identificando os sinais da Ludopatia

Normalmente, quando alguém percebe que o apostador sofre de ludopatia, o tratamento deve ser imediato. Por isso, é muito importante que todos fiquem atentos aos amigos e familiares que são jogadores. Dessa forma, é mais fácil ajudá-los a prevenir a doença.

Os sinais mais comuns nos ludopatas são:

♦ Mostrar ansiedade para começar e/ou continuar a apostar.

♦ Mentir para os amigos e familiares sobre quanto ou com que frequência aposta.

♦ Depositar altas quantias de dinheiro sem ter capacidade financeira para tanto.

♦ Deixar de atender a outros compromissos para continuar apostando.

♦ Demonstrar irritabilidade quando alguém faz perguntas detalhadas sobre seus hábitos de apostas.

♦ Cadastrar-se em diversas casas de apostas esportivas online para poder receber dinheiro de bônus.

♦ Pedir dinheiro emprestado para apostar.

Normalmente, uma pessoa que joga com responsabilidade é plenamente capaz de falar sobre as apostas esportivas que realiza – afinal, ela enxerga o jogo como uma brincadeira, e não como algo que deve ser escondido.

As causas do vício em jogo

Como você já sabe, um dos efeitos mais comuns da ludopatia é o usuário apostar compulsivamente, independentemente da quantidade de dinheiro que ele gasta nisso. A necessidade de apostar torna-se tão forte que o apostador deixa de realizar outras atividades e/ou ter prazer em quaisquer outras possíveis fontes de felicidade.

As causas mais comuns do vício são: acúmulo de estresse, imaturidade, autoestima baixa, más influências ao redor e, claro, o acesso a uma casa de apostas 24 horas por dia, todos os dias da semana.

É importante ressaltar que há jogadores com predisposição genética ao desenvolvimento da ludopatia. Por isso, é fundamental que você tenha cuidado ao apostar: jamais realize palpites em casas de apostas esportivas sob efeito de entorpecentes, inclusive álcool, e estabeleça limites de tempo para efetuar apostas.

Prováveis consequências da Ludopatia

Há muitas consequências que podem acometer os jogadores que possuem vício em apostas. Diversos jogadores já perderam muito dinheiro, além de amigos e boa parte da família, ao negligenciarem a prática de apostar de forma descontrolada em casas de apostas esportivas.

As consequências do vício em jogos são inúmeras, sendo as mais recorrentes:

♦ Perda financeira.

♦ Falência.

♦ Bloqueio de cartões de crédito e de débito.

♦ Rompimento de laços familiares, inclusive do direito à custódia dos filhos.

♦ Acúmulo de dívidas.

♦ Surgimento de outros vícios.

Em casos extremos, algumas pessoas chegam a cometer suicídio. Por si só, isso explicaria o motivo de o Jogo Responsável em apostas esportivas – e em quaisquer outras formas de entretenimento baseadas na sorte – ser tão importante.

Ajuda, prevenção e superação do problema

Se você sente que está desenvolvendo ludopatia, é importante procurar ajuda profissional o mais rápido possível. No Brasil, a instituição sem fins lucrativos Jogadores Anônimos visa à prevenção e superaração do vício em apostas, tendo unidades em diversos pontos do País.

Essa organização oferece, na aba As 20 Perguntas, um questionário que o ajudará a identificar se tem e/ou está desenvolvendo a ludopatia. Normalmente, os jogadores que respondem "sim" para 7 ou mais perguntas apresentam sintomas claros da doença. Confira abaixo:

  1. Você já perdeu horas de trabalho ou de escola devido ao jogo?
  2. Alguma vez o jogo causou infelicidade em sua vida familiar?
  3. O jogo já afetou sua reputação?
  4. Você já sentiu remorso após jogar?
  5. Alguma vez você já jogou para obter dinheiro para pagar dívidas ou então resolver dificuldades financeiras?
  6. O jogo já causou diminuição da sua ambição ou da sua eficiência?
  7. Após ter perdido, você já se sentiu como se necessitasse voltar o mais cedo possível para o estabelecimento para tentar recuperar as suas perdas?
  8. Após um ganho, você já sentiu uma forte vontade de voltar para o estabelecimento para tentar ganhar mais?
  9. Você geralmente joga até gastar seu último centavo?
  10. Você já pediu dinheiro emprestado para jogar ou apostar?
  11. Você já vendeu algo seu para jogar ou apostar?
  12. Você já relutou em usar “dinheiro do jogo” para suas despesas normais?
  13. O jogou tornou você descuidado com o seu bem-estar e o da sua família?
  14. Alguma vez você já jogou por mais tempo do que o planejado?
  15. Alguma vez você já jogou para fugir das preocupações e/ou dos problemas?
  16. Alguma vez você já cometeu – ou pensou em cometer – um ato ilegal para financiar sua prática de jogo?
  17. O jogo já fez com que você tivesse dificuldades para dormir?
  18. As discussões, desapontamentos ou frustrações já fizeram com que você tivesse vontade de jogar?
  19. Alguma vez você já teve a vontade de celebrar alguma boa sorte ou conquista com algumas horas de jogo?
  20. Alguma vez você já pensou em autodestruição devido a algum resultado de jogo?

Legalização das casas de apostas esportivas

Em dezembro de 2018, a Lei 13.756 – assinada pelo então presidente Michel Temer – incluiu as apostas esportivas como serviço que pode ser prestado exclusivamente pela União e pode ser disponibilizado em todo território brasileiro. A regulamentação das apostas esportivas acontecerá em 2022.

Ferramentas que auxiliam na prevenção à Ludopatia

As casas de apostas esportivas disponibilizam ferramentas de prevenção ao vício em suas plataformas. Você pode realizar a auto-exclusão de todos os sites dos quais faz parte voluntariamente. Além disso, pode estabelecer limites de depósitos e de apostas diários, semanais e mensais, bem como suspender sua conta na casa de apostas por, no mínimo, seis meses.

Conselhos

Como queremos ajudá-lo a não desenvolver o vício em apostas, reunimos uma série de dicas para você ler e reler sempre que julgar necessário:

♦ Estabeleça uma quantidade de dinheiro máxima que você pode apostar.

♦ Informe-se sobre o Jogo Responsável em cada casa de apostas esportivas.

♦ Leia os Termos e Condições do bônus que deseja solicitar antes de começar a usá-lo.

♦ Aposte com cautela, realizando pausas entre as sessões de apostas.

♦ Não minta para amigos e familiares sobre suas apostas.

♦ Saiba a hora de parar de jogar, identificando os sinais do desenvolvimento do vício.

♦ Não realize apostas em esportes que não conhece.

♦ Leia a Política de Privacidade da casa de apostas esportivas em que você está registrado.

Lembre-se que o objetivo de apostar em uma casa esportiva é se divertir. Portanto, saia de cena caso sinta que está ultrapassando os limites que estipulou para suas apostas.

O primeiro passo para superar a ludopatia é reconhecer que se possui a doença. Busque ajuda das pessoas que você ama e dos profissionais competentes. Somente assim você conseguirá evitar que o vício tome conta da sua vida.

Menu